OCUPAR AS RUAS: FORA TEMER! FORA TODOS!

Barrar a reforma da previdência, a PEC 55 e os ataques contra o povo! Chega de corrupção!

A crise do governo Temer se aprofundou. A divulgação da lista da Odebrecht, com o envolvimento do presidente num esquema de corrupção, coloca o governo numa situação insustentável. Combinado a insatisfação social e as lutas que estão ocorrendo, abre-se a possibilidade concreta da queda do Temer. Odiado pela maioria dos trabalhadores e do povo, Temer já perdeu 6 ministros e agora pode perder o mandato. Temos que derrubar Temer realizando grandes manifestações de rua, pois ele está destruindo serviços públicos com a PEC55, atacando a educação e pretende aplicar uma reforma da previdência que vai acabar com esse direito. Para se aposentar teremos que ter 65 anos e nada menos que 49 anos de contribuição para ter o benefício integral! A maioria dos trabalhadores morrerá antes de cumprir essas condições. Contra esses ataques estão acontecendo ocupações, greves na educação federal e protestos estaduais. Na última semana 12 mil metalúrgicos do ABC paulista realizaram uma forte manifestação contra a reforma da previdência.

A lista da Odebrecht demonstra que PMDB, PSDB, PT, PCdoB, PSB, estão envolvidos na corrupção. É uma prova cabal de que a política tradicional se resume a negociatas onde empreiteiras e bancos financiam campanhas eleitorais e bancam políticos para receber favorecimentos dos governos e parlamentos. Todos os principais nomes da república e os ex-presidentes, como FHC, estão envolvidos. O acordão fechado no STF para salvar Renan, articulado pelo senador Jorge Viana do PT, mostrou que todos estão comprometidos com o ajuste e a corrupção. O PT para salvar a própria pele e blindar Lula. A presidente do STF, Carmen Lucia, também foi parte desse acordo, para manter essa podre república dos empreiteiros.

Chega! Devemos ocupar as ruas nessa semana, nos atos do dia 13/12 pelo Fora Temer e contra a PEC 55. Em alguns estados ocorrem manifestações no dia 12/12 dos servidores estaduais e precisamos unificar essas lutas e gritar Fora Temer! Fora Todos! Abaixo o Ajuste, a PEC 55 e a Reforma da Previdência. Temos que ocupar as ruas para derrubar Michel Temer e acabar com o ajuste e a contrarreforma da Previdência!!!  E junto com ele colocar para fora Renan, Maia, Jucá, Padilha, Moreira Franco, Serra e Aécio! Fora Pezão, Sartori, Pimentel, Jatene e Alckmin! Lutando contra o arrocho e as demissões, pelo pagamento dos salários atrasados e do 13º, em defesa de educação e saúde.

Até agora as direções da CUT, UNE, MST estão na contramão das lutas. Isolam as mobilizações em calendários fragmentados e se negam a marcar a data de uma necessária greve geral. Tudo por sua vinculação com os corruptos e sua cumplicidade com o ajuste. Diante dessa crise e dos novos ataques exigimos que eles convoquem de verdade suas categorias para os atos dos próximos dias e marquem a data da greve geral nas próximas semanas.

É preciso unificar as ocupações, coordenar as greves e realizar fortes passeatas mostrando a força da nossa mobilização como fizeram os metalúrgicos do ABC. Temos que derrubar Temer e barrar essa contrarreforma da previdência e a PEC 55. Exigir o confisco dos bens e prisão para empresários e políticos corruptos e expropriação das empresas envolvidas na Lava Jato e que todas as delações e documentos se tornem públicos, para que toda a população possa conhecer. Propomos que o PSOL, o MTST, a CSP-CONLUTAS, os Comandos de Greve da Educação Federal, as ocupações estudantis, etc, fortaleçam o chamado aos protestos de rua e organizem uma grande plenária nacional e estaduais para dar continuidade as lutas e discutir uma saída unitária para enfrentar a crise.

Fora Temer! Fora Todos!

11/12/16

Coordenação Nacional da Corrente Socialista dos Trabalhadores – PSOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *