Solidariedade com Theo, o jovem francês de Aulnay-sous-Bois

Declaração da UIT-CI

A UIT-CI condena a agressão racista contra o jovem Theo, torturado e gravemente ferido pela polícia francesa. Exigimos justiça contra os responsáveis.

Não se trata de um fato esporádico. Tem havido numerosos casos de agressões policiais na França, mas também em outros países, notadamente nos Estados Unidos. Sob o pretexto da chamada política anti-terrorista e de segurança, governos de vários países impõem o retrocesso das liberdades democráticas e dão carta branca ao racismo e à repressão, favorecendo a impunidade da polícia e criando, ao mesmo tempo, um caldo de cultura que alimenta a extrema direita.

O governo de Hollande mantém há mais de um ano o estado de emergência na França, com a repressão quotidiana aos jovens das periferias e a aplicação de medidas de exceção para reprimir as manifestações do protesto operário e popular. O estado de emergência está a serviço das políticas de ajuste contra os trabalhadores, tendo a repressão sindical atingido a mais de 1700 sindicalistas.

Nos bairros populares, a pobreza e o desemprego ameaçam seriamente o futuro dos jovens trabalhadores e trabalhadoras. Mas, a resposta do governo não são planos para o emprego e a habitação nem para melhorar o ensino ou os serviços de saúde. Ao contrário, o governo responde com mais polícia, mais racismo e mais repressão. A agressão a Theo é um ataque dirigido contra os jovens trabalhadores e trabalhadoras, a classe operária e os setores populares, e exige uma resposta unida e decidida. Contra essa agressão, organizaram-se grandes mobilizações em Aulnay-sous Bois, que rapidamente se estenderam por todo o país. Os partidos de esquerda, bem como os sindicatos e organizações de direitos humanos, devem exigir punição para os culpados e organizar a mobilização para pôr fim ao estado de emergência e impedir a aprovação das novas leis de segurança pública.

Justiça para Theo e punição para os responsáveis

Revogação das leis repressivas e demais leis racistas

Fim do estado de emergência

Defesa das liberdades democráticas

Unidade Internacional dos Trabalhadores-Quarta Internacional (UIT-CI)

20 de fevereiro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *