Vereadora Talíria, de Niterói, enfrenta ataques racistas e machistas

Do site do PSOL:

Uma onda de ataques invadiu as redes sociais, especialmente o Facebook, da vereadora do PSOL em Niterói/RJ, Talíria Petrone, nos últimos dias. As reações, as mais absurdas e odiosas possíveis, foram em reação às ações de enfrentamento que vem sendo realizadas pelo mandato da vereadora.

Na semana passada, a vereadora do PSOL fez pronunciamento no plenário da Câmara Municipal sobre os direitos das mulheres, destacando as iniciativas legislativas apresentadas pelo mandato. Entre os pontos abordados, vale destacar a violência sofrida nos hospitais pelas mulheres que praticam o aborto e a necessidade de rever essa postura no Sistema Único de Saúde (SUS) e os direitos à creche e ao parto humanizado, entre outros. No pronunciamento, Talíria também destacou a luta das mulheres trans, que enfrentam cotidianamente a violência devido à transfobia.

Intolerante com a defesa da vereadora do PSOL, o vereador Carlos Jordy, do PSC – mesmo partido do ultraconservador Jair Bolsonaro, disse que direitos sexuais e reprodutivos são parte das invenções das mulheres feministas e desqualificou o conteúdo do pronunciamento. O que foi rebatido prontamente por Talíria. “Respondemos, dizendo que o que ele falava é uma ‘abobrinha’, que de fato é, porque falar de direito sexual reprodutivo da mulher é falar de direito à prevenção do câncer de mama, é falar da nossa saúde integral, é falar de uma série de direitos que a gente tem enquanto mulher”.

O post do vereador do PSC, com o seu vídeo editado, desencadeou uma enxurrada de ataques contra a vereadora do PSOL. “A séria de comentários que se seguiu à postagem desse vereador prova o quanto a posição que ele defende é uma posição que pode, por muitas vezes, incitar o ódio, a violência, o machismo e o racismo”, afirma Talíria. No vídeo abaixo, ela cita alguns comentários de ódio.

O mandato da vereadora do PSOL vai registrar ocorrência na Delegacia contra os graves ataques sofridos nas redes sociais, a partir da reação do vereador do PSC. Esse é o segundo ataque, em um mês, do aliado de Bolsonaro contra Talíria. Desde o início de sua gestão, ele vem desferindo ódio contra a vereadora do PSOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *