CAMPINAS | Servidores municipais entram em luta após calote do prefeito

Todo apoio à luta dos servidores públicos municipais! Pelo pagamento dos salários e 13º!

O prefeito Jonas Donizette (PSB) não está pagando os servidores municipais de Campinas. Com o salário de dezembro atrasado, eles contam apenas com o vale alimentação para se manter. Os aposentados também estão sem salário, 13º atrasado e parcelado.

3 de janeiro - Marcha dos trabalhadores ativos e aposentados contra o calote do prefeito Jonas Donizette (PSB).

3 de janeiro – Marcha dos trabalhadores ativos e aposentados contra o calote do prefeito Jonas Donizette (PSB).

A prefeitura justifica o atraso com a crise que vive o país e seus reflexos para o município. O que o prefeito não conta é que o seu governo dá milhões de reais em isenção fiscal para grandes empresas, financia a máfia dos transporte da cidade (que esse ano quer aumentar a tarifa para 4,70) com subsídios que só crescem a cada ano, e que seu secretário de Saúde e seu governo está envolvido até o pescoço no escândalo de corrupção milionário do hospital Ouro Verde. Dinheiro tem, inclusive a arrecadação de verbas da prefeitura aumentou em 10%, mas o dinheiro fica só com os grandes empresários e para os cargos comissionados da prefeitura — nenhum centavo para o salário dos trabalhadores nem serviços públicos de qualidade. Jonas aplica direitinho a cartilha de Temer e governadores como Alckmin: sucateiam o serviço público, cortam verbas e direitos para garantir pagamento da dívida pública, dinheiro que vai direto para o bolso dos banqueiros nacionais e internacionais e rouba quase 50% do PIB do nosso país.

3 de janeiro - Trabalhadores municipais se reúnem em protesto na frente do sindicato, que tem traído a categoria e ficado ao lado do prefeito Jonas. Foto: Coletivo Trabalhadores Luta / Facebook

3 de janeiro – Trabalhadores municipais se reúnem em protesto na frente do sindicato, que tem traído a categoria e ficado ao lado do prefeito Jonas. Foto: Coletivo Trabalhadores Luta / Facebook

Frente ao atraso de salários, os servidores foram à luta. Os municipários já fizeram 2 grandes atos em meio ao centro da cidade e em frente à prefeitura, exigindo o pagamento do salário e denunciando o calote do prefeito. Toda essa luta está acontecendo por fora da direção do STMC (Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Campinas) composta pela CTB (PCdoB), velhos aliados de Jonas que somente no ano de 2017 traíram a campanha salarial e a greve fechando com a prefeitura acordos rebaixados e de 0% de reajuste salarial, sem nenhuma consulta à categoria. Ao invés de fortalecer a luta pelo pagamento dos salários, organizando a luta em cada local de trabalho, a direção do sindicato apostou em sentar com a prefeitura e esperar o pagamento para parte dos servidores no dia 12/01 e outra parte no dia 26/01, para os inativos com salário superior a R$ 4 mil.

Após os atos que passaram por cima da direção do sindicato, Jonas anunciou que vai pagar nesta sexta-feira até R$ 2 mil dos salários dos servidores e R$ 3 mil dos aposentados. O prefeito ficou com medo da mobilização pela base, pois viu que o sindicato aliado da prefeitura não dá conta de segurar os trabalhadores. As mobilizações continuam e não foram desmarcadas! Estamos junto dos servidores pelo pagamento completo dos salários que reafirmaram a continuidade da mobilização até que tudo seja pago.

A situação dos servidores de Campinas não é um caso isolado, nacionalmente diversos setores do serviço público e privado estão com os salários e 13º atrasados como os professores do RS e do RJ que fizeram uma histórica greve e sofrem com atrasados e parcelamentos de salários. Outro exemplo são os policiais de Natal/RN, que a Justiça quer prender por exigirem o seu salário em dia. É necessário cercar de solidariedade a luta dos servidores Campinas e seguir seu exemplo para garantir o pagamento dos salários, barrar a reforma da previdência e derrubar os governos corruptos de Jonas e Temer.

Chamamos todos a se somarem ao calendário de lutas convocado pela categoria:

  • 03/01 Visita ao MPT às 14h30
  • 05/01 café da manhã escracho na casa do Jonas, às 07h00
  • 05/01 Ato no Paço (Prefeitura) Municipal às 10h00

Fora Jonas caloteiro, pague o salário e o 13º!  Fora Temer, em defesa do serviços e servidores públicos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *