Toda solidariedade aos venezuelanos imigrantes.

Repudiamos os ataques xenófobos de Pacaraima – RR.

Recebemos com profunda indignação a notícia de que um grupo de brasileiros ateou fogo no acampamento e expulsou imigrantes venezuelanos na cidade de Pacaraima – RR – no último sábado – 18. Essa atitude xenófoba – que trata imigrantes como seres inferiores – deve ser amplamente repudiada por todas as entidades da sociedade organizada e por todas as pessoas que se reivindicam democráticas.

Repudiamos também a cobertura de setores da imprensa que tratam o acontecido como um “tumulto”, “confusão”, e não dão nome aos bois ao ato xenófobo que, se não for combatido energicamente, pode vir a se repetir em outros locais.

A responsabilidade pela crise humanitária sofrida pelos os venezuelanos, que fogem da fome para vários países fronteiriços da América do Sul, é do governo e do regime ditatorial do Nicolás Maduro. É a política econômica desastrosa do chavista que empurra uma multidão de venezuelanos para a emigração – cerca de 2,5 milhões segundo as entidades de direitos humanos. A direita venezuelana, apoiada por Temer, Aécio, Bolsonaro e outros políticos reacionários pelo mundo, também é responsável e não tem nenhuma proposta alternativa que beneficie o povo trabalhador venezuelano. Eles querem mais ajuste para deixar a população venezuelana ainda mais pobre.
No Brasil, Temer e os governadores são responsáveis por todos os possíveis atos violentos contra os nossos irmãos venezuelanos. São também culpados pela situação precária em que vivem nossos vizinhos no país, pois até o momento não tiveram uma política séria de acolhimento e de tratamento para os problemas apresentados.

Organizar uma forte campanha de solidariedade aos venezuelanos e cobrar de Temer e dos governadores

Foto: Marcos Alves

Nesse momento de tensão e de exposição da crise humanitária pela qual passam os imigrantes venezuelanos, é tarefa da esquerda socialista, das entidades sindicais, estudantis, de direitos humanos organizar uma campanha de solidariedade para ajudar nas necessidades mais básicas enquanto não chega ajuda governamental e para disputar na sociedade contra o sentimento xenófobo.
Devemos também protestar e cobrar Temer e os governadores por políticas públicas urgentes para dar abrigo e proporcionar tranquilidade para que os venezuelanos possam recomeçar a vida depois de fugir da miséria. Os venezuelanos são nossos irmãos e devem ser bem recebidos. Que se derrubem todas as fronteiras.

Nenhum ser humano pode ser considerado ilegal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *