Organizar pela base a Greve Geral: todos à plenária nacional, sábado (18), no Sindicato dos Metroviários

Do site da CSP-CONLUTAS:

Após a greve nacional da Educação que sacudiu o país nesta quarta-feira (#15M), levando milhões de manifestantes às ruas, a tarefa a partir de agora é intensificar a organização da Greve Geral para 14 de junho. Esse é o objetivo da Plenária Nacional Sindical e Popular que acontecerá na sede do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, neste sábado, dia 18.

A atividade, marcada para as 14 horas, irá reunir entidades dos movimentos sindical e popular, para discutir a preparação da Greve Geral.

A convocação está sendo feita pela CSP-Conlutas, federações e sindicatos, como o Sindicato dos Metroviários de SP e do RJ, Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Federação Nacional dos Petroleiros, Sindicato dos Eletricitários, Federação dos Metalúrgicos de MG, Urbanitários de Goiás, STIA – SINDEEIA – Sindicato dos Empregados em Empresas de Industrialização Alimentícia de São Paulo e Região, Cobap, Sintusp, Fórum dos Servidores de SP, Sindi-Rede BH, entre outros.

Vamos fortalecer a campanha e a organização a partir das bases das categorias de trabalhadores e construir uma grande Greve Geral que derrote a Reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

Segundo o metroviário e dirigente da Fenametro (Federação Nacional dos Metroviários) Altino Prazeres, o objetivo da plenária é reunir o maior número de entidades para organizar uma mobilização que pare o país no dia 14 de junho. “Queremos garantir que neste dia ocorra paralisação nas fábricas e locais de trabalho, estudo, transporte, comércio, bancos e circulação de mercadorias”, disse.

“Só a organização pela base das categorias e movimentos, e a continuidade de uma forte campanha para esclarecer os trabalhadores e a população que a Reforma da Previdência é o fim das aposentadorias e da Previdência Social, podem garantir uma forte Greve Geral e impor uma derrota a Bolsonaro e seus ataques”, afirmou.

A CSP-Conlutas orienta que todas as suas entidades e movimentos filiados se organizem para participar da plenária com o envio de delegações e representações para o encontro.

Com Greve Geral derrotamos a reforma de Temer, em 2017, com uma nova Greve Geral podemos derrotar a reforma de Bolsonaro.

Em defesa das aposentadorias e da Previdência Social, dia 14 de junho, vamos parar o Brasil!

O Sindicato dos Metroviários de SP fica na rua Serra do Japi, 31, no Tatuapé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *