Sudão: Declaração das Forças da Liberdade e a Mudança

Declaração das Forças da Liberdade e a Mudança

Basta de negociações com a Junta Militar e convocatória à desobediência civil.

As Forças da Liberdade e à Mudança, com espírito unificado e mais unitário que nunca, convocam a acompanhar os acontecimentos relacionados com o criminoso massacre acontecido na Frente do Comando Geral Militar em Cartum.  Declaramos que, de acordo com dados preliminares, perdemos ao menos 13 mártires assassinados pelas balas traiçoeiras do Conselho do Estado, e centenas de feridos. Frente a estes fatos, afirmamos o seguinte:

Primeiro, a Junta Militar assume total responsabilidade por esse crime, e confirmamos que planejou realizar esse crime em Cartum e outras cidades, como a cidade de al-Nahud, onde diversas forças de apoio rápido, o exército, a polícia, brigadas e milícias dispersaram a mobilização pacífica. E confirmamos que na área do Comando Geral Militar estão os corpos de nossos mártires, que ainda não conseguimos evacuar.

Segundo, declaramos o fim de qualquer contato com a Junta Militar e o fim das negociações. Declaramos que a Junta já não está qualificada para negociar com o povo sudanês, e que seus líderes e membros tem a responsabilidade penal pelo sangue derramado desde o dia 11 de abril de 2019. Faremos todos o os esforços para leva-los a juízo na frente de um poder Judiciários justo e imparcial no inevitável Sudão Revolucionário.

Em terceiro lugar, as Forças da Liberdade e a Mudança anunciamos uma greve política e uma total e completa desobediência civil a partir do dia 03 de Junho de 2019 até a derrocada do regime.

Quarto; as Forças da Liberdade e a Mudança chamamos aqueles com integridade nas forças armadas e na polícia, a que cumpram com o dever de proteger o povo sudanês das milícias da Junta Militar e suas bandas, e se coloquem do lado da decisão do povo de derrocar o regime e estabelecer uma autoridade civil de transição completa.

Quinto: Chamamos à comunidade regional e internacional para que não reconheça o golpe e se alie com as alternativas revolucionárias do povo sudanês.

Forças da Liberdade e a Mudança – 03/06/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *