Chile: manifestação nacional da educação

RUMO À PARALISAÇÃO NACIONAL DE PROFESSORES E ESTUDANTES

Publicado pelo MST, seção da UIT-QI no Chile – Domingo 9 de junho de 2019

No dia 6 de junho, 50 mil pessoas compareceram em Santiago do Chile à manifestação convocada pelo Colégio de Professores. Nacionalmente a marcha ultrapassou 75 mil pessoas. Além da categoria docente, também foi possível observar um bom contingente de alunos do ensino médio e de estudantes universitários.

Docentes identificadas pelas suas escolas, junto a outros cartazes que indicavam a origem das escolas vindas do interior da província, participaram dessa grande manifestação que transbordou entusiasmo e vontade de lutar contra as décadas de ataque à educação pública, já da época da ditadura do Pinochet até os dias atuais pelos governos de direita e da Nova Maioria (Michelle Bachelet).

A categoria docente se levanta contra o ataque sistemático às condições de trabalho.

Chega de “especialistas” que jamais estiveram numa sala de aula! Chega de levar trabalho pra casa! Chega de dupla avaliação de carácter punitivo que afeta a estabilidade no emprego e o bolso! Chega de não reconhecer a dívida histórica pelo qual muitos professores morreram esperando pelo bônus da aposentadoria! Por isso e muito mais é que professores, numa mobilização contundente, marcharam indignados exigindo soluções.

No entanto, é preciso aumentar a intensidade da luta, necessária para quebrar a resistência do governo que até agora tem sido indiferente à petição apresentada. O sucesso da marcha abre uma grande oportunidade para que a direção do Colégio de Professores convoque uma greve nacional da educação, envolvendo universitários e secundaristas, com seus grêmios, DAs, federações e confederações, pois todos os setores resistem os ataques do governo. Não há dúvida de que a maioria dos estudantes universitários estaria junto aos professores, lutando pela demanda histórica da educação gratuita. Mesmo apoio dariam os estudantes secundáristas, que também resistem o ataque da Sala Segura e a revisão de suas bolsas. As lutas separadas não dão em nada, chegou a hora da unidade na luta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *