VENEZUELA | Dia internacional de solidariedade à José Bodas

A campanha de rejeição a ameaça de demissão de José Bodas, líder sindical classista e antiburocrático na Venezuela continua avançando internacionalmente. Assinaturas de líderes e personalidades continuam sendo adicionadas.

No dia 9 de setembro, foi realizado um dia internacional em diversas embaixadas e consulados, ao mesmo tempo em que dirigentes organizaram um Ato em Caracas na Federação petrolífera. Essa concentração tinha o objetivo de reivindicar a direção da federação que se pronunciasse em defesa do companheiro Bodas. Minutos antes do Ato a Polícia Nacional Bolivariana (PNB) apareceu no escritório de José Bodas na FUTPV com o objetivo de intimidar, para que não se realizasse o ato de sindicatos e líderes políticos. A concentração foi realizada sob o lema: Chega de demissões para quem luta! Não à ameaça de demissão de José Bodas, que se pronuncie a FUTPV! José Bodas falou e esteve presente, entre outros, líderes sindicais como Eduardo Sánchez (Secretário Geral da Federação dos Trabalhadores Universitários), Tony Navas presidente da Sirtrasalud de Caracas, Orlando Chirino e Armando Guerra da C-CURA, Carlos Salazar da Coalizão Sindical, combatentes do Metro, líderes da Maré Socialista, Liga dos Trabalhadores do Socialismo (LTS), Luta de Classes e PSL.

Esta ação foi apoiada por um dia internacional de solidariedade. Na Argentina, apesar da chuva, líderes e militantes do FIT-U estiveram presentes na embaixada venezuelana em Buenos Aires. Mais de 500 assinaturas de líderes políticos, sindicatos e movimentos sociais foram entregues. Juan Carlos Giordano, eleito deputado e líder da Izquierda Socialista; Cristian Castillo, líder nacional do PTS e Guillermo Pacagnini, líder nacional do MST. O Consul se comprometeu em realizar uma reunião na embaixada na quarta-feira 11.Atividades semelhantes foram realizadas no Brasil nos consulados da Venezuela no Rio de Janeiro e na cidade de Belém (Estado do Pará). O consulado do Rio participou da delegação de Babá, vereador do CST / PSOL, junto com Ciro García, líder do PSTU, Leandro Fontes, líder do MES / PSOL e Renato Cinco, vereador do PSOL. Presentes no Rio e em Belém, militantes da CST e Vamos a la Luta. Na Cidade do México, uma delegação de líderes do MAS / ITU-CI estiveram presentes na embaixada da Venezuela para apresentar um pedido de assinaturas com a mesma reivindicação de Não à ameaça de demissão a José Bodas. Tanto no Brasil quanto no México foi acordado realizar novas reuniões durante a semana.A campanha de solidariedade deve continuar para garantir que não haja qualquer tentativa de demissão de José Bodas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *