28 de maio – Dia Internacional da Luta pela Saúde da Mulher

#pratodosverem Card com fundo roxo. Na parte superior, em cor branca, o texto: Janelas pela vida das mulheres. No centro, um pano branco com o texto, na cor laranja: Dia 28/05 coloque um pano branco na sua janela contra a violência doméstica! No rodapé, à esquerda, em cor laranja, a identidade visual da campanha Maio Pela Vida Das Mulheres. A letra O tem o formato do símbolo de Vênus e dentro o desenho de uma casa e à direita, a hashtag #quarentenasimviolêncianão. Fim da descrição.

Esta data integra a agenda nacional do dia de redução da mortalidade materna e foi criada para dar visibilidade às melhorias da saúde materna. O Ministério da Saúde passou a incluir as gestantes e puérperas, mães de recém-nascidos, na lista de risco para a COVID-19. Nesse sentido, o ideal é que as mulheres evitem a gravidez nesse período de pandemia. Mas como se prevenir, se o Estado não garante contraceptivos para as trabalhadoras via SUS?

Chega de cortes na saúde!

Os processos de sucateamentos e desmontes que a saúde vem sofrendo ao longo dos anos se escancaram em tempos de pandemia. Das doze maternidades do RJ, pelo menos quatro suspenderam a colocação de DIU, que é considerado o método contraceptivo mais eficaz disponibilizado pelo SUS. E apesar de sua eficácia, ele sequer era oferecido em todas capitais. O que explica isso é o Governo Bolsonaro, que traz consigo uma trupe reacionária e ultraconservadora, como a Ministra Damares Alves que tenta jogar pra debaixo do tapete os dados alarmantes que apontam o aumento da violência doméstica em todo mundo, um aumento de 50% no número de casos. Nós, mulheres, estamos vulneráveis diante desse governo. Somos violentadas dentro de casa e também por Bolsonaro e sua corja.

O percentual de domicílios brasileiros comandados por mulheres cresceu muito nos últimos anos, e isso se acentuou com agravamento da crise econômica. Com a política de Bolsonaro de demissões, cortes de salário, suspensões de contrato e toda a burocracia e fraude do Auxílio Emergencial, nós mulheres também somos as mais afetadas, especialmente mulheres pobres, negras, mães e chefes de seus lares.

Nós mulheres temos dado o exemplo de que só a luta melhora as condições de vida. Nós, da campanha Maio Pela Vida das Mulheres, fortalecendo as mobilizações que ocorrem no país, fazemos um convite para que todas se somem ao dia 28 de maio. Fazemos um chamado: um colheraço às 20h, contra a violência doméstica, contra o Governo Bolsonaro, que com sua política reacionária e ultraconservadora ataca as trabalhadoras, visando o lucro das grandes empresas e bancos. Bata colher na sua janela! Em briga de marido e mulher a gente mete a colher sim!

#MaioPelaVidaDasMulheres  #QuarentenaSimViolenciaNão
#QuarentenaGeralJá
#ForaBolsonaroeMourão #VizinhaVocêNãoEstáSozinha
#PelaVidaDasMulheres
#AllWomenProtestViolence

#pratodosverem Card com fundo roxo, no centro, o braço de uma mulher negra com uma colher na mão, ao fundo uma janela. Na parte superior esquerda, em cor branca, o texto: Janelas pela vida das mulheres. No meio à esquerda, em cor laranja, o texto: Colheraço dia 28/05 às 20h. No rodapé, à esquerda, em cor laranja, a identidade visual da campanha Maio Pela Vida Das Mulheres. A letra O tem o formato do símbolo de Vênus e dentro o desenho de uma casa e à direita, a hashtag #quarentenasimviolêncianão. Fim da descrição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *