JUSTIÇA PARA GEORGE FLOYD | “Por favor, eu não consigo respirar”

Instagram @juventudevamosaluta

Segunda (25) viralizou um vídeo, de Minnesota (EUA), no qual um policial branco está com os joelhos sobre o pescoço de um homem negro. Na rua, sem se importar com a câmera, o policial não atende aos pedidos de Floyd, que em seguida não se mexe mais.

A violência e a crueldade chocou a todos. Não foi um “incidente” como disse a delegacia local em seu comunicado, foi um assassinato brutal. “Ele parecia estar intoxicado”, disseram. E mais uma vez a guerra às drogas e aos “intoxicados” foi utilizada como subterfúgio para o genocídio da população negra. A violência policial contra negros e negras não para, nem mesmo durante a pandemia da COVID-19.

Aqui no Brasil, o menino de 14 anos João Pedro foi assassinado enquanto brincava com amigos. As operações nas favelas cariocas continuam em meio à crise social e sanitária. O nome dado para isso é racismo institucionalizado, comandado pelos governos.

Fortalecemos o grito por justiça nos protestos contra a política genocida e racista de Trump e Bolsonaro. A todo momento precisamos reafirmar que a vida das negras e negros importam!

Instagram @juventudevamosaluta

Desde o assassinato de George Floyd, com o vídeo expondo a crueldade e o racismo da polícia estadunidense, protestos radicalizados e massivos estão acontecendo nos EUA.

A força da revolta contra o racismo nos EUA é uma demonstração de que não aguentamos mais esse sistema capitalista racista, que não se importa com nossas vidas e nos mata diariamente. Aqui no Brasil nossa revolta também está pulsante, pois vivemos uma realidade semelhante. Precisamos seguir esse exemplo e unificar a indignação contra o governo genocida de Bolsonaro.

Exigimos justiça para George Floyd, João Pedro e Marielle Franco! Pelo fim da violência policial racista nos EUA, no Brasil e em todos os países do mundo! Fora Trump e Bolsonaro!


 

View this post on Instagram

Desde o assassinato de George Floyd, com o vídeo expondo a crueldade e o racismo da polícia estadunidense, protestos radicalizados e massivos estão acontecendo nos EUA. A força da revolta contra o racismo nos EUA é uma demonstração de que não aguentamos mais esse sistema capitalista racista, que não se importa com nossas vidas e nos mata diariamente. Aqui no Brasil nossa revolta também está pulsante, pois vivemos uma realidade semelhante. Precisamos seguir esse exemplo e unificar a indignação contra o governo genocida de Bolsonaro. Exigimos justiça para George Floyd, João Pedro e Marielle Franco! Pelo fim da violência policial racista nos EUA, no Brasil e em todos os países do mundo! Fora Trump e Bolsonaro! #BlackLivesMatter #justiceforgeorgefloyd #justiçaparajoaopedro #justiçaparamarielle

A post shared by Juventude Vamos à Luta (@juventudevamosaluta) on

View this post on Instagram

JUSTIÇA PARA GEORGE FLOYD | "Por favor, eu não consigo respirar" Segunda (25) viralizou um vídeo, de Minnesota (EUA), no qual um policial branco está com os joelhos sobre o pescoço de um homem negro. Na rua, sem se importar com a câmera, o policial não atende aos pedidos de Floyd, que em seguida não se mexe mais. A violência e a crueldade chocou a todos. Não foi um “incidente” como disse a delegacia local em seu comunicado, foi um assassinato brutal. "Ele parecia estar intoxicado", disseram. E mais uma vez a guerra às drogas e aos “intoxicados” foi utilizada como subterfúgio para o genocídio da população negra. A violência policial contra negros e negras não para, nem mesmo durante a pandemia da COVID-19. Aqui no Brasil, o menino de 14 anos João Pedro foi assassinado enquanto brincava com amigos. As operações nas favelas cariocas continuam em meio à crise social e sanitária. O nome dado para isso é racismo institucionalizado, comandado pelos governos. A todo momento precisamos reafirmar que a vida das negras e negros importam! Queremos justiça para Floyd, João Pedro e outras tantas milhares de vidas de negros e negras assassinadas pela polícia e pelos governos no mundo. Fortalecemos o grito por justiça nos protestos contra a política genocida e racista de Trump e Bolsonaro. #blacklivesmatter #justiceforgeorgefloyd #justicaparajoaopedro #stopracism #stoppolicebrutality #Covid19 #minnesota #brasil @residente @kingjames @iza @emicida @thelminha @babusantana @beyonce @rinconsapiencia @criolomc

A post shared by Juventude Vamos à Luta (@juventudevamosaluta) on

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *