MÉXICO | Liberdade para Susana Prieto

Abaixo assinado internacional organizado pela UIT-QI

Tradução Pablo Andrada


Sr. Andrés Manuel López Obrador / Presidente do México

Sr. Javier García Cabeza de Vaca / Governador do Estado de Tamaulipas

Dirigimo-nos a vossas excelências para exigir a libertação imediata da advogada trabalhista Susana Prieto Terrazas, acusada de “motim e ameaças” pelas próprias autoridades trabalhistas do Estado de Tamaulipas, em uma evidente armação, para tentar intimidar e reprimir quem tem sido a representante jurídica da luta dos trabalhadores e trabalhadoras das empresas maquiladoras da zona de fronteira do norte do México, organizados no Sindicato Nacional Independente dos Trabalhadores nas Indústrias e Serviços.

Apoiamos incondicionalmente os trabalhadores e trabalhadoras em suas legítimas demandas, bem como em seu direito inquestionável de ter um sindicato independente e democrático, para se defenderem das transnacionais, suas empresas terceirizadas e os sindicatos ilegítimos e corruptos.

Liberdade para Susana Prieto!

Apoio às trabalhadoras e trabalhadores de Tamaulipas e da zona de fronteira!

 

Assinam:

Argentina: Juan Carlos Giordano, deputado nacional eleito pela Frente de Izquierda y los Trabajadores (FIT) da Província de Buenos Aires, dirigente nacional da Izquierda Socialista (IS); Rubén “Pollo” Sobrero, Secretário Geral da União Ferroviária linha Oeste, Edgardo Reynoso, dirigente ferroviário do Corpo de Delegados da linha TBA-Sarmiento e Mónica Schotthauer, trabalhadora ferroviária e deputada nacional pela FIT / IS; Angélica Lagunas, dirigente da ATEN Capital (Docentes) e vereadora de Neuquén pela IS / FIT; Liliana Olivero, ex-deputada da província de Córdoba pela IS / FIT; Jorge Adaro (membro da comissão diretiva da Ademys-docentes da cidade de Buenos Aires); Laura Marrone, ex-deputada pela IS / FIT na Cidade Autônoma de Buenos Aires; Mercedes Trimarchi, dirigente do agrupamento de mulheres Isadora e ex-deputada pela IS / FIT na província de Buenos Aires.

Brasil: João Batista Araújo “Babá”, vereador pela CST – PSOL do Rio de Janeiro, Pedro Rosa, dirigente do SINTUFF e da FASUBRA (Federação de Trabalhadores da Universidade).

Chile: Ranier Rios, dirigente do MST (Movimento Socialista dos Trabalhadores).

Estado Espanhol: Josep Lluis del Alcázar, delegado sindical da educação pública e dirigente da luta Internacionalista; Marga Olalla, delegada sindical dos trabalhadores municipais de Barcelona, militante da LI; Miquel Blanch, delegado sindical do professorado de escolas para adultos, membro da corrente sindical do CCOO de Girona, militante da LI; M. Esther del Alcázar, delegada sindical pela educação pública, militante da LI.

Estados Unidos: Enmanuel Santos, pelo Socialist Core.

Panamá: Priscilla Vásquez, dirigente nacional dos Trabalhadores do Seguro Social do Panamá; Virgilio Arauz, dirigente de Proposta Socialista.

Peru: Jorge Corzo e Taylor Rojas, dirigentes de Uníos, na Frente Ampla.

República Dominicana: Henry Morel, membro do MST.

Turquia: Sedat Durel, Secretário Geral do Sindicato dos Trabalhadores Revolucionários de Telecomunicações e Call Center; Atakan Çiftçi, delegado do Sindicato dos Trabalhadores em Educação e Ciência; Oktay Çelik, presidente do Partido da Democracia Operária.

Venezuela: José Bodas, Secretário Geral da Federação Unitária de Trabalhadores Petroleiros da Venezuela (Futpv); Orlando Chirino, dirigente nacional da Corrente Classista Unitária, Revolucionária e Autônoma (C-cura); Armando Guerra, ex-líder sindical da Hidro Capital; Miguel Ángel Hernández, Secretário Geral do Partido Socialismo e Liberdade (PSL)

Miguel Sorans e Silvia Santos pela Unidade Internacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras – Quarta Internacional (UIT-QI).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *