EDITORIAL | 30/09 – Organizar passeatas contra a retirada de direitos e a carestia | Combate Socialista Digital Nº 08

A vida do povo trabalhador está difícil. Não bastasse o genocídio pela COVID-19, avançam a fome e o arrocho. Ir ao supermercado virou uma aflição. O preço do arroz, feijão e óleo dispara e torra nosso salário. Enquanto isso, os governos, a Rede Globo e patrões dizem que não podemos lutar pelas perdas salariais na pandemia. E como se fosse pouco, tentam tirar um monte de direitos que a gente conquistou com muita luta ou simplesmente demitir, como na Embraer. Querem que a gente morra de fome, se não morrer do vírus, por isso reduziram o auxílio emergencial. Agora querem destruir o serviço público federal através da contrarreforma administrativa. Diante de tantos ataques, a greve dos trabalhadores dos Correios é um exemplo de enfrentamento ao governo Bolsonaro e ao ajuste fiscal em meio à pandemia.

A mamata continua com Bolsonaro

Para Bolsonaro e sua família, a vida é outra. Eles vivem na mordomia e nos esquemas corruptos de Queiroz e Flávio Bolsonaro. Os generais estão pendurados nas indicações políticas das estatais, assim como os deputados do centrão. E Paulo Guedes diz que a cúpula do governo “ganha pouco”. Já os governadores, roubam dinheiro da saúde durante a pandemia.

Já chega!

Não podemos aceitar! Temos que nos defender, todos juntos. Eles têm que pagar pela crise. Ter lucros reduzidos, fortunas taxadas, suas mordomias cortadas. Devemos nos unificar para barrar a contrarreforma administrativa, a privatização das estatais, as demissões, para repor as perdas salariais, contra a retomada das aulas nas escolas, para defender as pautas das mulheres e exigir o fim da destruição de nossas florestas.

Os jovens negros e as torcidas mostraram o caminho quando organizaram passeatas. Os trabalhadores de Apps trouxeram as greves nacionais. Os trabalhadores metroviários e os operários metalúrgicos do Paraná reverteram as medidas, mostrando que lutar com firmeza é o caminho para tentar barrar os ataques. Os trabalhadores dos Correios com sua greve mostram que temos de organizar passeatas, carreatas, piquetes e ocupações pois os governantes são genocidas e querem “passar a boiada”. Temos de nos organizar e lutar. Enfrentar os que são responsáveis pela crise: o presidente Bolsonaro, o general Mourão, o Ministro Guedes, o presidente da Câmara Rodrigo Maia, os Ministros do STF, os governadores e prefeitos, os banqueiros, empresários, o agronegócio e as multinacionais.

O FONASEFE convocou o dia 30/09 como dia nacional de luta

As entidades do serviço público federal convocaram uma data nacional de protesto no dia 30/09. ANDES-SN, FASUBRA e SINASEFE têm base social para organizar fortes atividades e podem ajudar na unificação com a juventude. Os servidores estaduais e municipais podem ser incluídos na luta através das plenárias virtuais para organizar esse dia. Nessa preparação, é fundamental a unidade com categorias em greve e em luta, como Correios e Embraer.

Além das atividades on-line, defendemos que no dia 30 sejam organizadas paralisações nos locais de trabalho e convocadas manifestações de rua nas capitais (tomando todos os cuidados de distanciamento físico, higienização das mãos e distribuindo kits sanitários). Esse também tem que ser um dia de paralisação das atividades de teletrabalho.

É preciso que a CUT, CTB, UNE, UBES, ANPG e a CONDSEF transformem o dia 30 numa data efetiva, com paralisações e passeatas, contra os planos de Bolsonaro e a extrema direita, contra os ataques de Guedes e Rodrigo Maia, que enchem os bolsos dos banqueiros e jogam os trabalhadores e o povo na miséria. É necessário deixar de pagar a dívida pública e taxar as fortunas de empresários e banqueiros, além de impor um plano econômico de emergência que garanta salários, renda, empregos, moradia e fortalecimento do SUS.


O Combate Socialista agora está em formato digital. Veja os temas da atual edição:


COMBATE SOCIALISTA
Jornal Digital – Nº 08
Setembro/2020 em Formato Especial
(próprio para leitura em smartphones)

Sumário

Editorial 30/9 – Organizar passeatas contra a retirada de direitos e a carestia | pág. 2

Avança a crise econômica e social e os trabalhadores não podem pagar por ela | pág. 3

Greve dos Correios enfrenta Bolsonaro | pág. 4

Repudiamos as demissões na Embraer! | pág. 5

Construir os atos do dia 14/9 e dar continuidade à luta contra o Ensino Remoto | pág. 6

Por uma greve geral da educação em defesa da vida e dos direitos | pág. 7

Não à reforma administrativa de Bolsonaro! | pág. 8

28 de setembro é dia de luta pela descriminalização do aborto! | pág. 9

Chamas e motosserras aceleram a destruição ambiental no Brasil | pág. 10

PSOL: MES, COMUNA e APS deveriam encabeçar um polo consequente contra a Aliança | pág. 11

O afastamento do governador do Rio e a crise na extrema direita | pág. 12

O papel dos revolucionários no parlamento | pág. 13

A atualidade do programa trotskista para a juventude | pág. 14

A rebelião contra o racismo e Trump ressurge | pág. 15


Assine o Jornal Combate Socialista + Revista Correspondência Internacional

PACOTE | 5 edições do Jornal Combate Socialista em formato digital + a nova edição da Revista Correspondência Internacional no valor único de 15 reais. Você também pode colaborar com um jornal socialista, antifascista e antirracista fazendo uma assinatura solidária no valor de 20 reais. Participe das nossas reuniões e ajude a construir uma organização revolucionária.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *