EDITORIAL | Batalhar pelo voto no PSOL 50 e enfrentar o ajuste nas ruas! | Combate Socialista nº 107

Nas eleições municipais, os políticos tradicionais, dos partidos que governam hoje ou o fizeram ontem, apresentam as mesmas promessas de sempre. Discursos hipócritas enquanto preparam a destruição dos serviços públicos através da Reforma Administrativa e reduzem o auxílio emergencial pela metade. Assim, assistimos a uma polarização falsa entre a extrema direita bolsonarista e a velha direita DEM-PSDB-MDB (que compõe o governo e aprova seus projetos no Congresso Nacional). Eles trocam farpas, mas concordam no fundamental. Juntos são responsáveis pela pandemia da COVID-19 e a pandemia da fome e do arrocho. São os mesmo que estão organizando a privatização dos Correios.

Infelizmente, não contamos com uma efetiva oposição. O PT, PCdoB, PDT e PSB compactuaram com a abertura das cidades e votaram leis que reduziram salários na iniciativa privada (MP 936) e destinaram um trilhão ao sistema financeiro (PEC 10). Além de compactuar com a indicação de Bolsonaro ao STF e as manobras para salvar o vice-líder do governo no Senado, pego com dinheiro roubado dentro da própria cueca.

Para ter vacina e tratamento, precisamos destinar mais verbas para a saúde pública

Doria e Bolsonaro falam de vacinas apenas para tentar arrebanhar mais votos da direita e da extrema direita, barganhando com interesses econômicos estadunidenses e chineses. Mas nenhum deles destina recursos em quantidade necessária aos pesquisadores, hospitais e universidades que estão em busca de cura e/ou de um tratamento para a COVID-19. Ao longo dos anos, atacaram os institutos de pesquisa e as Instituições públicas que atuam nas áreas de saúde.

O vilão das contas públicas é o pagamento das dívidas externa e interna

O que todos eles escondem é que não se pode resolver os problemas da classe trabalhadora e do povo sem combater os interesses dos banqueiros, do agronegócio, do imperialismo que sugam nossas riquezas. Tudo está organizado por meio de leis que estrangulam os municípios para manter as mordomias dos magnatas. Exemplo é a PEC do “Teto de Gastos” e a Lei de “Responsabilidade” Fiscal (LRF). Assim, eles impõem uma irresponsabilidade social. Tudo para manter o pagamento religioso dos juros e amortizações das dívidas externa e interna aos banqueiros e ao sistema financeiro, o que consome quase metade de nosso orçamento.

Lutar pelo não pagamento da dívida e pela taxação das fortunas para garantir auxílio emergencial e serviços públicos!

Não podemos nos esquecer: para aprovar medidas de ajuste fiscal e privatizações, a velha política de Bolsonaro/Maia e a Rede Globo falam sempre que o orçamento está estrangulado e devemos cortar gastos. Tudo porque excluem dessa “conta” o compromisso com a dívida. Só em 2019, pagamos mais de R$ 1 trilhão, cerca de 38% de tudo o que o país gastou. Em 2020, até o final de agosto já pagamos mais que em 2019, R$ 1 trilhão, 46 bilhões e 874 milhões, aproximadamente, totalizando, até agora, quase 45% de todos os gastos do país. Mesmo nos municípios, o tema da dívida pública está colocado, via endividamento com bancos internacionais e nacionais.

É preciso suspender o pagamento dessa dívida, para ter recursos para investir nos serviços públicos e em auxílio emergencial, rompendo com o Teto dos Gastos e a Lei de Responsabilidade Fiscal. Através do não pagamento da dívida, podemos investir em emprego, salário, saúde e educação. O que deve se combinar com a taxação das grandes fortunas dos milionários e dos lucros das multinacionais e grandes empresas. Assim, teremos uma solução orçamentária factível, para melhorar de verdade a vida da classe trabalhadora e dos setores.

Votar e lutar! 

Para as eleições municipais, estamos batalhando pelo voto no PSOL 50 para derrotar os que sempre governaram e são apadrinhados por Bolsonaro, governadores e prefeitos, ou os aliados de Rodrigo Maia. Do mesmo modo, somos parte das batalhas por um plano de lutas unificado para enfrentar a Reforma Administrativa e a privatização dos Correios NAS RUAS, exigindo que o Fonasefe efetive os calendários que eles mesmos votam e que a CUT e demais centrais construam essa luta. Avaliamos que a nossa central, a CSP-Conlutas, deve fortalecer com centralidade os Fóruns Unitários dos servidores e ter eixo na luta contra a Reforma Administrativa. É fundamental ajudar a impulsionar propostas que sindicatos classistas e combativos como o SINTUFF apresentam em fóruns como no Rio de Janeiro. 

A CST também está nas ruas e redes pedindo o voto nas candidaturas socialistas revolucionárias de trabalhadores/as e jovens no Rio de Janeiro, Niterói, Belém, Belo Horizonte e Araraquara, apresentando esse programa. Ademais, apoiamos candidaturas do PSOL em São Paulo, Porto Alegre, Uberlândia, Santa Maria/RS, São Pedro da Aldeia e Maricá/RJ. Participe de nossos comitês e plenárias eleitorais e das nossas reuniões sindicais, de mulheres e juvenis. Ajude a fortalecer essas ideias, organize-se conosco e fortaleça uma organização socialista e revolucionária que não se vende e nem se rende.


 

COMBATE SOCIALISTA
Sumário do Jornal Digital nº 11
Outubro/2020 em Formato Especial
(próprio para leitura em smartphones)

Sumário

Editorial | Batalhar pelo voto no PSOL 50 e enfrentar o ajuste nas ruas! | pág. 2

Entrevista | “A Reforma quer servidores obedientes aos governos de plantão” | pág. 3

Barrar a privatização dos Correios | pág. 4

Campanha de Boulos cresce como alternativa a Russomano e Covas | pág. 5

Exigir um plano de lutas contra a Reforma Administrativa e votar PSOL 50 | pág. 6

Combater a velha direita e a traição de classe | pág. 7

A juventude de Belém tem opção: Eduardo Protázio 50300 | pág. 8

Babá 50100 | Uma campanha militante e apoiada nos setores explorados da classe | pág. 9

Bernarda 50888 | À esquerda para derrotar a Reforma Administrativa – Niterói/RJ | pág. 9

Campanha 50180 | Nossas vidas importam – BH | pág. 10

Internacional | Declaração de trabalhadoras e trabalhadores da saúde em luta | pág. 11

Vitorioso Encontro Internacional de Mulheres da UIT-QI | pág. 12

 


Assine o Jornal Combate Socialista Impresso e Digital

Preencha o formulário abaixo ou nos envie mensagem nas redes sociais que entraremos em contato com você.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *