Cuba: pela liberdade de Frank García Hernández e demais detidos da esquerda cubana

por UIT-QI

Diretamente de Cuba, pede-se solidariedade internacional pela libertação imediata dos detidos da esquerda cubana que estavam presentes nos legítimos protestos que ocorreram no dia 11 de julho em Havana e outras cidades do país. Entre eles, Frank García Hernández, historiador e marxista cubano, que foi detido em Havana.

O coletivo editorial Blog Comunistas convoca a solidariedade internacional e explica que os protestos são legítimos e que não têm nada a ver com nenhuma manobra do imperialismo ianque: “Na tarde de hoje, o povo cubano saiu às ruas. Um povo que não estava convocado por nenhuma organização, a não ser pela aguda crise econômica enfrentada por Cuba e pela incapacidade do governo para lidar com a situação. Cuba saiu às ruas com a consigna equivocada de ‘Pátria e vida’, mas saiu às ruas para além de uma consigna, saiu para exigir do governo um socialismo de verdade. Os que estavam nas ruas não eram somente artistas e intelectuais, desta vez, era o povo em sua mais ampla heterogeneidade”. Também denunciam que houve repressão com gás de pimenta e todos os recursos disponíveis por parte do regime.

Nós, da UIT-QI, como socialistas revolucionários, nos somamos às exigências pela imediata libertação de Frank García Hernández e dos demais detidos da esquerda cubana. Além de García Hernández, estão detidos Leonardo Romero Negrín, jovem socialista estudante de Física da Universidade de Havana, Maykel González Vivero, diretor de Tremenda Nota, uma revista LGBT, e Marcos Antonio Pérez Fernández, menor de idade e estudante pré-universitário.

Como sempre, o imperialismo e os gusanos de Miami querem usar esses protestos para sua política reacionária e para atacar a soberania de Cuba. Mas as pessoas saíram às ruas protestando contra a miséria, a falta de serviços e contra a repressão do governo cubano, que traiu, há décadas, sua revolução socialista, e tem favorecido os privilégios dos de cima e pactuado com as multinacionais.

Nós, da UIT-QI, convocamos as lutadoras e os lutadores anti-imperialistas e as organizações que se reivindicam democráticas e de esquerda a pronunciarem-se e somarem-se às reivindicações pela liberdade de Frank García Hernández e demais detidos da esquerda cubana.

 

Unidade Internacional de Trabalhadoras e Trabalhadores – Quarta Internacional (UIT-QI)

12 de julho de 2021

Publicado originalmente em: https://uit-ci.org/index.php/2021/07/12/cuba-por-la-libertad-de-frank-garcia-hernandez-y-demas-detenidos-de-la-izquierda-cubana/

 

Leia a nota do Blog Comunistas de Cuba pela liberdade dos detidos dos protestos

“Na tarde de hoje, o povo cubano saiu às ruas. Um povo que não estava convocado por nenhuma organização, a não ser pela aguda crise econômica enfrentada por Cuba e pela incapacidade do governo para lidar com a situação. Cuba saiu às ruas com a consigna equivocada de ‘Pátria e vida’, mas saiu às ruas para além de uma consigna, saiu para exigir do governo um verdadeiro socialismo. Os que estavam nas ruas não eram somente artistas e intelectuais, desta vez era o povo em sua mais ampla heterogeneidade.

Esta nota do Blog Comunistas não busca analisar a situação de Cuba. Busca apenas denunciar a detenção violenta dos manifestantes, denunciar que, desta vez, as forças repressivas do Estado se colocaram do lado errado, reprimiram cubanos, usaram gás de pimenta e todos os recursos disponíveis. Esta nota é um protesto pela liberdade de todos os detidos e, especialmente, contra a detenção arbitrária de Frank García Hernández, historiador e marxista cubano. Contra a detenção de Leonardo Romero Negrín, jovem socialista estudante de Física da Universidade de Havana. Contra a detenção de Maykel González Vivero, diretor de Tremenda Nota, uma revista LGBT. Contra a detenção de Marcos Antonio Pérez Fernández, menor de idade e estudante pré-universitário.

Nos posicionamos pela libertação de todos os detidos violentamente nessa lamentável tarde que Cuba não esquecerá. O Blog Comunistas apela à solidariedade da comunidade marxista internacional e também à consciência do governo cubano. Desta vez, trata-se de um povo que necessita de respostas e diálogo.

Trata-se de uma sociedade civil que não quer a anexação, mas sim participar e decidir o destino de sua nação. O Blog Comunistas condena a repressão e diz basta à burocracia.”

Publicado originalmente em: https://www.comunistascuba.org/2021/07/reclamo-por-la-libertad-de-los.html?m=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *