A CST e o Polo Socialista Revolucionário apresentam suas pré-candidaturas

A CST iniciou a realização de reuniões de apresentações de suas pré-candidaturas. A primeira reunião aconteceu no dia 2 de julho, com a apresentação da pré-candidatura ao Senado pelo Polo Socialista Revolucionário da companheira Bárbara Sinedino, professora da rede estadual e municipal do Rio de Janeiro e dirigente licenciada do SEPE regional V. Profissionais da educação de Campo Grande no Rio de Janeiro participaram do evento que aconteceu no Bar do Flavio, professor aposentado que cedeu um espaço acolhedor, onde professores e professoras frequentemente se reúnem para descontrair com samba nas sextas-feiras.

O professor Jorge Augusto apresentou o evento, chamando à mesa Bárbara, Babá e Bruno da Rosa, que também apresentaram suas pré-candidaturas para deputados federal e estadual. Bárbara começou sua intervenção agradecendo a presença de todos, e se emocionou declarando: “este aqui é meu time”, fazendo alusão à presença de ativistas e colegas com quem já compartilhou muitas lutas. Em seguida, descreveu a grave situação em que se encontra a classe trabalhadora, e principalmente a categoria de educação, que continua sem reajuste. Ela denunciou os governos Bolsonaro, Cláudio Castro e Eduardo Paes e seus ajustes, destacou a necessidade de continuar a luta nas ruas e apresentou um programa de saída para a crise.

Babá afirmou que é preciso não pagar a dívida aos banqueiros e taxar os ricos para ter dinheiro para investir em educação, saúde, salários e serviços públicos. Bruno, liderança das importantes greves de garis do Rio de Janeiro, manifestou a necessidade de enfrentar as direções pelegas que se vendem e impedem que as lutas se unifiquem e avancem.

Todos reafirmaram que o papel dos parlamentares tem que ser utilizar as bancadas a serviço das lutas e demandas da classe trabalhadora e do povo pobre.

Várias intervenções de educadores destacaram a coerência das posições na luta sindical e política da Bárbara e da CST e se propuseram a divulgar nossa campanha. Finalmente, Bárbara convocou todos os presentes para construir juntos um comitê para dar continuidade às reuniões, às lutas e atividades eleitorais. Considerando que nossas pré-candidaturas não são financiadas por empresários, Bárbara chamou a todos/as para se engajarem na campanha financeira de sua pré-candidatura.

No Pará, a CST e o Polo Socialista Revolucionário apresentaram suas pré-candidaturas em uma plenária ocorrida no dia 6/7 no SINTSEP. O evento iniciou-se com uma manifestação de apoio à luta do povo do Equador e uma homenagem de um mês do assassinato de Dom e Bruno. O pré-candidato ao governo, Cleber Rabelo, destacou o programa do Polo. Mariza Santos, pré-candidata a deputada federal, manifestou a importância das lutas e o desmonte dos atos Fora Bolsonaro por parte das maiores centrais sindicais e do PT e PCdoB. Joice Souza, pré-candidata a deputada estadual, destacou a primavera feminista e a necessidade de mulheres socialistas radicais. O professor João Santiago, pré-candidato ao Senado, reafirmou a necessidade de uma Frente de Esquerda Socialista nesta conjuntura eleitoral como alternativa, já que a frente ampla de Lula/Alckmin não é a saída para crise, e afirmou um programa para classe trabalhadora, com o governo dos trabalhadores e a luta por um Brasil socialista.

Estiveram presentes representantes da CSP-Conlutas, dirigentes e servidores do SINDTFES, SINTSEP, estudantes e jornalistas. Companheir@s de Santarém, Marabá e Conceição de Araguaia participaram virtualmente desde suas cidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *