Apoiamos a luta do povo haitiano

Por MSTH-ROZO

O Movimento Socialista dos Trabalhadores Haitianos-Rede de Organizações da Zona Oeste (MSTH-ROZO) expressa sua satisfação pela revolta geral e massiva da maioria do povo haitiano, que visa derrubar a terceira versão, em decomposição, do regime do PHTK (Partido Haitiano Tèt Kale). Este regime, imposto e endossado durante onze anos pela comunidade internacional ocidental, cumpriu plenamente sua missão de desmantelar as instituições republicanas e de colaborar ativamente na esfera internacional com a pilhagem do povo haitiano. Além do esbanjamento de recursos da Petrocaribe, realizado com a cumplicidade das embaixadas ocidentais, esse regime de criminosos orquestrou mais de uma dezena de massacres em bairros populares, pensando que assim poderia se esquivar de prestar contas.

A última medida desta quadrilha mafiosa foi triplicar o preço dos combustíveis, a pedido do Fundo Monetário Internacional (FMI).

No país mais pobre do hemisfério ocidental, com uma taxa de desemprego em torno de 70%, o senil primeiro-ministro Ariel Henry não encontrou nada melhor para fazer do que triplicar o preço dos combustíveis. Como reação, a população está pedindo sua saída. E vai conseguir!

MSTH-ROZO felicita calorosamente a população e aplaude fervorosamente a sua determinação em querer mudar as coisas. Essa determinação está se expressando intensamente nas ruas há quatro anos. O sistema tem que mudar!

Nesse sentido, o MSTH-ROZO convoca as forças operárias e populares organizadas a se manifestarem, a se aliarem e a alcançarem um acordo mínimo, que facilite a construção de uma alternativa viável, capaz de conduzir as massas em luta para soluções de inspiração popular e soberana.

Somente a convergência das forças operárias e populares pode fechar o caminho para as tentativas imperialistas de impor o mesmo prato com uma embalagem diferente! Viva a luta do povo haitiano!

Movimento Socialista dos Trabalhadores Haitianos-Rede de Organizações da Zona Oeste (MSTH-ROZO), membro da UIT-CI

 22 de setembro de 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *